quarta-feira, janeiro 02, 2008

S.O.S. Perigo nas PRAIAS

Com o mar não se brinca!

Milhares de pessoas visitam Ilhéus atraídos pelo litoral ensolarado com praias de areia branca, lugares pitorescos, belas enseadas, riachinhos que deságuam no mar, piscinas naturais e o mínimo risco de ataque de tubarões. Porém, este mesmo litoral tão atrativo, esconde muitos perigos e, constantemente, provoca mortes.

As praias em mar aberto são perigosas, pois estão mais sujeitas as correntes marinhas oceânicas do que as praias que se formam nas baias. Além disto, a movimentação intensa de areia, resultantes dos impactos do Porto do Malhado, tornaram as praias de Ilhéus mais instáveis, com mais buracos e maiores riscos de acidentes. Especialmente os nossos visitantes, predominantemente oriundos de cidades não praianas do interior baiano, do Distrito Federal e dos Estados de Minas Gerais e Goiás, precisam de toda orientação para sua melhor proteção.

Os nativos e os banhistas mais experientes conseguem perceber esses perigos com mais facilidade, seja pela movimentação das ondas em várias direções ou pela intensidade e movimentação das águas em correnteza. Esses buracos surgem com a movimentação das correntes e surpreendem o banhista, que repentinamente vê-se puxado para o fundo e para dentro do mar, tentam voltar, e o afobamento resulta, em questão de minutos, num afogamento.

No bairro de São Miguel e São Domingos é comum vermos os nativos chamarem a atenção dos banhistas desavisados com assobios, gestos e gritos, ou realizando salvamentos improvisados para evitar mortes como as que ocorreram em 5 de março de 2007, quando o casal de turistas, Lincon Coelho Rocha, de 42 anos, e Mônica Lacerda Correia, de 26 anos, perderam a vida na praia de São Domingos.
Morte na Orla Sul
NOTÍCIA do BLOG DO HERZEM GUSMÃO

Nesta 2ª feira (31), morreu na Praia dos Milionários na cidade de Ilhéus o empresário conquistense Elzon Pinho (42) proprietário da Fiel Car Veículos. Segundo informações, a morte pode ter sido provocada por um grande esforço do empresário, seguido de afogamento após tentar tirar do mar uma criança que estava se afogando. Membro da Igreja Batista Betânia, a vítima tinha apenas 15 dias de casado. O sepultamento ocorreu nesta 3ª feira (1º) no Cemitério das Acácias.
Mais um afogamento fatal, e dessa vez, em nossa praia mais freqüentada e com o maior número de barracas. Nesse episódio, um desses buracos com corrente puxando pro mar, que chamamos “perau”, gerou um afogamento em série, uns tentando salvar a vida dos outros, diante da total falta de recursos. Um desses heróis foi o Hezon, que perdeu a vida, ao tentar salvar outras pessoas, entre elas uma criança.

Mais uma morte anunciada, dado ao sistema precário de salvamento que possuímos. Quem estava no local pôde sentir melhor, o que é não saber onde e como chamar um socorro; como é procurar uma simples bóia com corda por perto, e não achar; como é telefonar para o Corpo de Bombeiro e ouvir, em meio ao desespero, que esta não é sua função - e isto aconteceu! Por fim, em casos graves como esse, que tipo de atendimento de emergência imediato poderia ser feito próximo ao local, que salvasse a vida de Hezon? Não havia meio algum.

Não estamos aqui para criticar a ninguém, nem o trabalho de Seu Almerindo, responsável pelos Corpo de Salva Vidas da prefeitura a muitos anos. Acorda Meu Povo quer sim, alertar as autoridades e toda a sociedade para as mudanças urgentes nesse setor a fim de atender a nova demanda do turismo de praia em Ilhéus. Pois, com a vida não se brinca, e principalmente com a vida dos outros.

8 comentários:

Anônimo disse...

O Elzon era um grande amigo de quase duas décadas. Coincidentemete nos reencontramos após seu casamento (ocorido no último dia 17/12) na Praia dos Milionários, por volta das 13:20h do dia 31. Logo depois de nos despedirmos e marcarmos para passarmos a virada do ano juntos, com sua esposa (Emanuelle) outros amigos, veio a tragédia. Tremendo desespero e frustação tomou contade todos nós, pois acompanhhamos todo aquele drama de perto com a Manu.
Quero registrar o incessante esforço do pessoal do resgate para tentar reanimá-lo. Lutaram ininterruptamente e bravamente até a chegada da ambulância com o médico e outros equepipamentos. Apesar de estar tomado pelo desespero percebi que com a chegada do médico que nada mais poderia ser feito, era mesmo o fim de uma preciosa vida. Talvez se um "desfribilador" estivesse chegado ao local um pouco mais cedo, essa triste história teria um outro fim...
Quero só registrar mais uma vez (já que esse Blog o fez), que o Elzon realmente teve uma atitude de herói. Mesmo queixando-se de uma forte dor causada por uma tendinite na mão direita, se atirou ao mar para salvar pessoas que ele nunva havia visto, conseguindo ajudar tirá-las do mar. Infelizmente esse ato ceifou-lhe a vida, mas seu exemplo será eterno. Tenho certeza que o Elzon, um conquistense quase anônimo (pois era um empresário conhecido de muitos em Conquista), honrou sua terra natal e a todos que o conhecia com seu ato de bravura. Não tenho dúvidas, ele está com Deus!

Agradeço a atenção.

Esaú Mendes
Vitória da Conquista - Ba
esaumendes34@hotmail.com

Paulo Paiva disse...

Muito importante o seu testemunho. Entendemos que acontecimentos trágicos e dolorosos como esse, devem servir para uma reflexão do que precisamos fazer para evitá-los, para melhorar os serviços públicos de apoio ao cidadão. Não vamos desistir de lutar por serviços de melhor qualidade. Ilhéus tem recebido, ano a ano, mais e mais visitantes e nossas belas praias são, sem dúvida, sua maior atração. Por isso, entendemos que a proteção ao banhista é fundamental.
Este painel de segurança no mar será permanente em nosso projeto e estaremos lutando para que os afogamentos fatais de Elzon Pinho e de outros quatro banhistas nesse final de ano, nos sirvam de lição, para nós, cidadãos e para o poder público.

Anônimo disse...

as prais de ilheus não tem salva vidas suficientes para salvar uma pessoa e muitas pessoas não se preocupa se alguem está se afogando a maioria delas fica parada bom é ter confiança em DEUS e ter um amigo por perto que vá te tirar com experiência levou a prancha nadando para o amigo e mandou ele segurar e depois puxou nadando isso aconteceu comigo na praia do norte em Ilheus depois que eu sai é que vieram me avisar que a praia é perigosa

Anônimo disse...

as praias de Ilheus devem ter bandeirinhas marcando onde tem peraus pois eles são muito perigoso no raso ele te leva para o fundo, isso são correntes oceanas que que forma os chamados peraus que são os buracos devia também ter aviso marcando e dizendo que a praia é perigosa,devia ter salva vidas suficientes

Anônimo disse...

nunca entre em praias onde não tem salva vidas suficientes com boias e cordas para te salvar e não entre em praiaqs onde tem peraus eles são buracos formados com correntes oceanicas e te levam para o fundo do mar detalhe os salva vidas tem que ser treinados para te tirar com segurança tem que ter experiencia para ir até onde você estar e levar a boia com corda e saber muito nadar para te puxar

Anônimo disse...

essas praias de Ilheus está cheia de salva vidas inesperiêntes e pessoas que não tem instrução para salvar alguem e ficam paradas ser fazer nada nem se importam em chamar ajuda em arramjar uma boia com corda em mandar alguem experiênte para ir lá com a corda e a boia e nadar e tirar a pessoa

Anônimo disse...

essas praias de Ilheus são muito perigosas estão cheio de peraus que são os buracos feitos de corrente oceanicas que te joga para o auto mar

Anônimo disse...

Que desgraça uma coisa dessas hein e o pior que tem muito comerciante que pega dinheiro do turista e nem pra avisar desses perau o cara nao serve pega o dinheiro do coitado e depois deixa ele morrer bom ja pagou mesmo ne... issso mesmo tem comerciante na praia que nao tem a competencia de avisar o turista desses perigo pega o dinheiro do turista e deixa o turista morrer igual um animal....