terça-feira, fevereiro 23, 2010

Construção para uma Cultura de Paz

Abrimos uma janela oportuna e especial para ecoar os ensinamentos de um dos mestres que mais inspiraram os militantes da paz, da solidariedade e da preservação ambiental. Grande referência dos ambientalistas brasileiros, Pierre Weil nos deixou em 10 de outubro de 2008, mas permanece vivo, fortalecendo nosso coração para a construção de um mundo novo.
.

Pierre Weil - educador e psicólogo francês adotou o Brasil, onde recebeu a missão de presidir e estruturar a Fundação Cidade da Paz em Brasília. Autor de mais de 40 livros, ele é um dos grandes iluminadores de uma nova consciência global.

E para dizer algo sobre esse mestre, uma parceira dele que adotou o sul da Bahia para plantar as sementes da esperança e das boas realizações.


por Suzel Saraceni - ex reitora de tradições da Unipaz DF

Paz, não é uma qualidade somente, ela contem todos os outros atributos, associados a valoração e Amor a Vida.

A Vida nesse contexto se expressa como a virtude maior do Ser, pois sem ela nada existe.
Somos uma comunidade uma sociedade composta de diferentes matizes, cores, raças, credos, convivemos numa mesma casa (ECO) num planeta generoso, belo com uma natureza abundante e rica.

Apesar de todos esses recursos naturais, somos carentes, não conseguimos viver em abundancia, o nosso sistema político, social, econômico cultural é fundamentado na lei da escassez, que privilegia uma pequena minoria ,e que manipula estrategicamente esses recursos.

Conflitos de ordem belicosa se insurgem devido a falta de consciência e inteligência em lidarmos com as diferenças de uma forma mais tolerante, respeitando os diferentes interesses e direitos.
A comunidade global, Nações ou mesmo as pequenas sociedades, têm um desafio nesse inicio de década para serem avaliados, administrados.

A fome a miséria, as guerras, alem dos desastres ecológicos, depredações que estão gerando sofrimentos insatisfações, estão sinalizando a necessidade de uma mudança radical nesse sistema que está se esgotando.

Uma nova ordem, um novo paradigma insurge devido a urgência de se encontrar saídas, respostas para toda essa desarmonia, que vem causando destruição morte, colocando em risco a própria sobrevivência da espécie humana.

A paz é mas do que uma utopia metafórica ela precisa ser construída, tecida pela mente e corações e pelo exercício da humanidade , sim pois ainda não conseguimos realizar o projeto de uma humanidade civilizada , que respeite a vida o outro e a si mesmo.

Os desafios fazem parte do processo evolucionário, mas quando eles são motivos de superação através da inteligência, da compreensão e do amor, entretanto quando partirmos para a disputa desleal desumana, desigual provocamos desequilíbrios de toda ordem , criamos caos, sofrimento e desordem.

Somos potencialmente providos de inteligência, sabedoria, mas infelizmente poucos de nós estamos habilitados espiritualmente, ou melhor, dizendo estamos despertos, conscientes, para alavancar , transformar essa trajetória equivocada que escolhemos seguir.

Por outro lado vemos alguns se movimentando, procurando agir ou simplesmente se colocando atentos para poderem servir a alguma causa que possa contribuir mesmo que timidamente para que essa mudança possa ocorrer, primeiramente dentro de nós mesmos e com isso irradiando se expandindo pra fora para o outro.

Amigo, Mestre, Companheiro de caminhada, Pierre Weil , Samurai da Paz, agradeço e sei que muitos como eu , reconhecem o seu trabalho o seu serviço em prol dessa construção da Paz, como mentor e realizador da Universidade da Paz em Brasília , e que atualmente se expande a varias partes do Brasil e do mundo.

Seus ensinamentos idéias, livros e a sua própria vida testemunharam essa sua jornada em prol da paz mundial da paz individual Suas metodologias educacionais , culturais , ajudaram a formar vários pequenos beija flores, agentes da paz, pelo Brasil e mundo afora.

Pierre Weil , foi um dos pioneiros , no Brasil e no mundo que acreditava lutava para que as mentes e o coração dos homens e mulheres se reconciliassem se unissem na construção de um mundo melhor , que as fronteiras de toda as formas deixassem de existir , que as pontes fossem lançadas para ligarem todos os povos e credos , que pudéssemos viver em harmonia com a Natureza , com o Cosmo, entendendo que somos homem natureza e universo , que não existe separatividade, o macro e o micro se interligando no bailado da vida.

Essa consciência holística, transpessoal, foi um lindo legado que o Mestre nos brindou nesses anos frente a Universidade Holística Internacional de Brasília. Agradeço por ter convivido e poder aprender com Pierre durante 18 anos, ainda me considero uma aprendiz, entretanto seus ensinamentos provocaram uma grande transformação na minha vida, não sei se posso me considerar um beija flor , mas me sinto grata por ter tido a oportunidade de conviver e testemunhar um pouco da trajetória do querido mestre.

Apesar de todo essa turbulência que estamos atravessamos acredito que o legado desses abnegados mestres , como Pierre , estão fazendo a diferença e de alguma forma cada vez mais estão irradiando a suas idéias nas mentes e nos corações daqueles que como ele acreditam numa comunidade solidaria e pacifica .

MAIS PIERRE WEIL É SEMPRE IMPERDÍVEL

UNIPAZ

YOUTUBE - A HUMANIDADE MUTANTE 01

YOUTUBE - A HUMANIDADE MUTANTE 02

YOUTUBE - A HUMANIDADE MUTANTE 03

YOUTUBE - A HUMANIDADE MUTANTE 4

WIKIPÉDIA

4 comentários:

Anônimo disse...

Valeu Paulo,

Todos precisamos nos abster das coisas materiais para poder wenxergar o belo no outro e na diversidade que a vida apresenta. Enquanto não formos capazes do verdadeiro perdão e da doação intensa para a prática diária da Paz, esta estará ameaçada ou ou restrita aos poucos capazes de mergulhar em si mesmos sem deixarem de fazer algo pelo Planeta e pelo Universo. A tolerancia, a doação, o perdão, enfim, precisam ser praticados, exercitados diariamente para que o Ser Humano possa evoluir e alcançar a necessária Paz entre todos e todas. Tenha sempre sucesso em suas empreitadas. grande abraço.

Emídio
Diretor do Grupo Ecológico Papa Mel

Anônimo disse...

É isso ái Emidio, o nosso cotidiano socioambiental beira a agitação do inferno, e só Deus,diretamente,

ou através de seus mensageiros pode nos recolocar, sempre que necessário, no caminho certo, garantindo

nossa integridade moral e firmeza em nossas crenças e princípios. Assim poderemos , e tomar um rumo que

seja o melhor para a terra, e para a nossa alma, pois não seremos vitoriosos por mais que façamos, se perdermos

o nosso bem maior, que mora profundo em nosso interior.



Paulo Paiva

Efigênia disse...

Olá, Paulo!

Muitissimo oportuna essa pausa para o incentivo à PAZ. Creio que vivemos um momento glorioso e contraditório na história da Humanidade. O homem tem de tudo, mas não consegue adotar o respeito à outridade e à alteridade como ponto de partida para o exercício da verdadeira Harmonia com o patrimônio que a Criação nos privilegia.
Parabéns pela adesão e divulgação desses conceitos altruistas.
Obrigada!

Um abraço
Efigênia

Anônimo disse...

Por que nao:)